os melhores bares de tapas de Madri

Madri tem uma fantástica cultura da tapa, com uma extensa variedade de pratos e ingredientes. Os madrilenhos adoram salir de tapas! As tapas são pequenos pratos típicos da Espanha toda, e um ingrediente essencial da vida na capital da Espanha.

os melhores bares de tapas de Madri

Tapear é um ritual social. Porém, muito informal. Por isso os bares normalmente ficam lotados, com muita gente tendo que comer em pé ou ao redor de pequenas mesas. Os bares de tapas são barulhentos, lotados e com uma atmosfera própria.

No presente texto publicamos uma pequena seleção dos nossos bares de tapas prediletos de Madri. Continue lendo para saber mais!

Casa Labra

Tetuán, 12. Muito próximo da Puerta del Sol.
metrô: Sol | site

Casa Labra é uma taberna muito tradicional de Madri. Foi inaugurada em 1860. É possível ficar em uma das mesas do bar ou comer no restaurante. A especialidade da casa é o bacalhau, um prato que está no centro da culinária espanhola e que é servido nos restaurantes de Madrid desde o século XIX. Na taberna (bar), peça tapas de bacalao frito ou uma porção de croquetas de bacalao. Não julgue a Casa Labra pela sua aparência, é uma autêntica instituição madrilenha. Se o bacalhau não faz sua cabeça, experimente outras especialidades como os callos, um prato típico de Madri.

melhores bares de Madri: El Anciano Rey de los Vinos

El Anciano Rey de los Vinos

Bailén, 19. Próximo do Palacio Real.
metrô: Ópera | site

El Anciano Rey de los Vinos tem o estilo das tabernas clássicas de Madri, com seus azulejos coloridos, pé-direito bem alto, colunas e uma fachada vermelha. É possível experimentar tapas tradicionais no bar ou comer confortavelmente no restaurante. Apesar dos preços serem um pouco caros, devido à localização, não perca a famosa tapa de rabo de toro. Outras especialidades incluem os calamares (lulas fritas), os callos e o bacalhau.

Bodega de la Ardosa

Colón, 13. No bairro de Malasaña.
metrô: Tribunal | site

A centenária Bodega de la Ardosa serve um ótimo (e muito típico) vermú de grifo (vermute de torneira), além do que é considerada por muitos como a melhor omelete espanhola de Madri. Tudo no lugar lembra tempos passados, mas de um jeito que não acaba sendo kitsch. As paredes da escura taberna estão cobertas com garrafas contendo velhos vinhos e cervejas, além de desenhos grotescos e outros enfeites que garantem seu entretenimento. O cardápio aqui não é muito extenso. Indicamos o canapé de fígado de ganso com mirtilos e a empanada. A Bodega é famosa também pelo seu salmorejo, uma sopa fria de tomate com alho, uma variante do gazpacho típica de Córdoba. Os pratos são simples e quase todos frios, mas são de uma ótima qualidade.

melhores bares de Madri: Casa Revuelta

Casa Revuelta

Latoneros, 5. Próximo da Plaza Mayor.
metrô: La Latina, Tirso de Molina ou Sol

A Casa Revuelta é um estabelecimento muito clássico do centro de Madri, que foi fundado em 1966. É um bar simples, com um par de mesas e geralmente lotadaço de gente. Não fique com medo, a rotatividade de clientes dentro do bar é muito alta. Entre e tente alcançar o balcão, onde o garçom vai anotar seu pedido. Todo mundo quer experimentar o fantástico bacalao frito, muito provavelmente o melhor de Madri. Além do bacalhau, a Casa Revuelta serve ótimos torreznos (torresmos) e também um excelente queijo manchego.

Taberna La Dolores

Jesús, 4. No bairro de Las Letras.
metrô: Antón Martín

A Taberna La Dolores é mais um clássico de Madri. Abriu as portas em 1908! A decoração está dominada por lindos azulejos na parte exterior e fileiras de canecas de cerveja no interior. Taberna La Dolores serve cerveja geladinha e conta com um pequeno cardápio de tapas, canapés e sanduhíches, bons mas um pouco caros. A especialidade aqui é o peixe defumado, as anchovas e a mojama (atum seco).

Cervecería Cervantes

Jesús, 7. No bairro de Las Letras.
metrô: Antón Martín

A Cervecería Cervantes, famosa pelas suas cervejas, foi fundada em 1983, e hoje é um clássico e animado bar com um ambiente cálido e cañas (chope) muito bem tiradas. Os garçons seguem ligeiros, atravessando o pequeno espaço para servir as especialidades do local acompanhadas por cervejas. As gambas al ajillo (camarões ao alho) e o pulpo (polvo) são excelentes, assim como os grandes e suculentos mejillones al vapor. Mas se você não curte frutos do mar, peça tostadas (torradas com diferentes ingredientes por cima) ou uma seleção de queijos. O lugar fica lotado antes da hora do almoço e também no final da tarde. Vale a pena visitar o bar nesses horários de maior movimentação para experimentar o que significa sair e se divertir em Madri.

El Cisne Azul

Gravina, 19. No bairro de Chueca.
metrô: Chueca

El Cisne Azul é um pequeno pedaço do paraíso em Chueca, disfarçado de simples botequinho em um distrito cheio de bistrôs modernos. A aparência do bar deve ter mudado pouco nos últimos anos. A especialidade aqui são as setas, os cogumelos selvagens, disponíveis 12 meses por ano. É um bar pequeno, com quatro mesas e um balcão para quem for ficar em pé. Conta com uma segunda unidade muito próxima, na mesma rua, servendo o mesmo cardápio. Em um extremo do bar está a geladeira onde são guardadas as iguarias. O cardápio é muito extenso, incluindo especialidades da casa como os cogumelos salteados, com ovos mexidos ou com foie gras. A parte negativa do lugar é que os preços não são econômicos, devido ao alto custo da excelente matéria-prima, cogumelos selvagens de primeira qualidade.

La Caleta

Santa Isabel, 38. No bairro de Lavapiés.
metrô: Antón Martín | site

La Caleta é uma Taberna Gaditana, um pequeno pedaço de Cádiz, na Andaluzia, no centro de Madri. Como é de se esperar, serve todas as comidas típicas de Cádiz, com destaque para o atum, as tortillas de camarones (que são o tira-gosto mais famoso de Cádiz, com mais de 500 anos de antiguidade. Trata-se de uma massa frita elaborada com farinha de trigo e de grão de bico, salsinha, cebolinha e pequenos camarões) e o cazón en adobo (cação cortado em cubos, temperado e frito). Se você quiser dar uma voltinha pelos sabores da Andaluzia sem sair de Madri, La Caleta é uma ótima escolha. Além do endereço de Lavapiés, conta com mais dois unidades no centro de Madri (nas ruas Tres Peces 21 e Luna 12).

Casa Alberto

Huertas, 18. No bairro de las Letras.
metrô: Antón Martín | site

Casa Alberto é um restaurante com quase 200 anos de história. Foi fundado em 1827, em uma das casas onde morou o escritor Miguel de Cervantes. O visual do bar mudou pouco unas últimas décadas. As tapas mais procuradas na Casa Alberto são as empadas de atum, os boquerones, os pimientos del piquillo rellenos de rabo de toro e os caracóis.

Las Bravas

[Álvarez Gato] Álvarez Gato, 3. Próximo da Puerta del Sol.
metrô: Sol | site

[Espoz y Mina] Espoz y Mina, 13. Próximo da Puerta del Sol.
metrô: Sol | site

[Pasaje] Pasaje Matheu, 5. Próximo da Puerta del Sol.
metrô: Sol | site

Las Bravas são uma rede de bares especializados em uma das tapas mais típicas de Madri, as patatas bravas. São batatas cortadas em pedaços, fritas e servidas com um molho picante. Outra especialidade do bar é a oreja a la plancha. Seu ingrediente principal é a orelha do porco, que é limpa, cozida, e frita com diversos temperos.

Os bares de tapas no mapa

Veja no mapa abaixo a localização dos bares de tapas de Madri mencionados no texto.

Outros restaurantes em Madri

Confira nosso guia de restaurantes para conhecer outras indicações de restaurantes em Madri.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *